Feldenkralizando outras experiências sensíveis

Ah, quanta incerteza em como vibrar microeconomia em nossos mundos bolhas! Há muito conhecimento que pode fluir, que se comprado ou vendido é muito caro e cria escassez, indesejável sempre. Mas se há escassez beleza também, sempre tem como agir para equilibrar em abundância

Há o caminho de nossos encontros-esquema de contribuição consciente, eu não curto a abordagem mal feita do karma no “conceito” mas creio que entendo o que carrega de sentido e respeito muito as tentativas.

Há várias idéias do possível mas a cada momento somente uma realidade, o desafio é alinhar as idéias com ela sem a necessidade de injeção de capital externo para que o fluxo flua na baia. Na prática é que em um curto período de tempo a baia possa gerar renda para quem produz nela. Bem pouca se por acaso for, mas gerada manja? É suspeito que seja moeda forte, entendo pouco de econometrias. (mais…)