CYORGS – Organizações Associativas Cibernéticas

Título: Uma plataforma tecnológica para organizações associativas cibernéticas: Escritório da Resiliência Hídrica (A technology platform for cyber associative Organizations: Water Resilience Office )

Orientador
Oliveira, Jefferson Nascimento de Autor UNESP Autor no Google Scholar

Data
01-03-2019 (2019-03-01)

Tipo

Tese de Mestrado (Master thesis)

DOWNLOAD

Disponível em: http://hdl.handle.net/11449/183348

RESUMO

Os direitos da natureza são indispensáveis para a harmonia nos espaços de atuação e desenvolvimento da vida, onde o uso e a ocupação do solo impactam diretamente na disponibilidade e qualidade de recursos fundamentais como a água e outros bens comuns.

Com a observação de iniciativas transnacionais, governamentais, laboratórios de ciência aberta, empresas e ONGs, esta pesquisa exploratória consolida cenários sobre intensos fluxos de multidões à deriva de projeções e sobre a capacidade adaptativa de aglomerados no Antropoceno.

São elementos onde a Internet e os paradigmas do serviço total incitam plataformas digitais para novos produtos e serviços, adequadas à realidade dos jogos sociais contemporâneos.

Com bases e referenciais em governança eletrônica para as águas, os resultados das explorações resultam na descoberta das organizações associativas cibernéticas (cyorgs) e as características fundamentais dos Escritórios da Resiliência Hídrica.

Amparados por espaços antropológicos, de interação e implementações estratégicas de inovação em sustentabilidade, os produtos constroém a plataforma ÁguasML – Bem Comum em Mídia Livre, implementada digitalmente com código aberto via portais de notícias, ambientes de aprendizagem, automatizações e aplicativos para coleta e distribuição de dados.

Apontam também alguns dos componentes das plataformas hidrotecnológicas nos Escritórios da Resiliência Hídrica, assim como os conteúdos, as experiências e as características de tecnologias resilientes em situações de escassez hídrica e vulnerabilidade de direitos.

Estes escritórios dão suporte a alternativas de aprendizagem e instrumentos de gestão dos bens comuns hídricos, orientando as organizações cibernéticas no uso de Tecnologias de Informação e Comunicação para a sobrevivência compartilhada.

 

ABSTRACT

The rights of nature are indispensable for harmony in the spaces of participation and development of life, where the use and occupation of the lands directly affect the availability and quality of water and other commons.

Observing transnational initiatives, governments, open science laboratories, corporations and NGOs, this exploratory research consolidates scenarios of intense flows of crowds drifting from projections and adaptive capacity in the Anthropocene.

They are elements in which the internet and the paradigms of the total service incite digital platforms for new products and services, adapted to the mechanized reality of contemporary social games.

With these baselines and benchmarks in electronic governance for water, the results of explorations are the discovery of cybernetic associative organizations (cyorgs) and the fundamental characteristics of Water Resilience Office´s.

Based on anthropological spaces, spaces of interaction and strategic implementations of innovation in water sustainability, the work build the ÁguasML – Commons in Open Media platform, digitally implemented with open source through news portals, e-learning environments, automations and applications for collection and data distribution.

They also show some of the components of hydrotechnology platforms at the offices for water resilience, as well as the contents, experiences and characteristics of resilient technologies in situations of water scarcity and vulnerability of rights.

This offices generate support in educational alternatives and instruments for the management of common water resources, guiding cybernetic organizations in the use of Information Technologies for the shared survival.